Meditação Diária
 Compartilhar meditação

Muralhas

17 de junho


“O esforço é o início de uma luta que nos tornará livres. Demolirá os muros que nos aprisionam.”


Texto Básico, p. 92



  Muitos de nós chegamos a NA emocionalmente destroçados. Após anos usando as pessoas e deixando que elas nos usassem, nossa capacidade de acreditar em alguém, incluindo nós mesmos, ficou abalada. Mas o amor e a aceitação que encontramos em Narcóticos Anônimos nos encorajaram a estender a mão e a nos aproximar das pessoas.
  Quanto mais tempo ficávamos limpos, mais desejávamos ter intimidade com aqueles que amávamos. Começamos a nos aproximar de forma mais profunda e significativa, mesmo que pudéssemos nos machucar. Apesar do nosso medo de rejeição, decidimos nos arriscar, revelando a nós mesmos, nossas crenças e necessidades. Decidimos derrubar nossas defesas.
  A liberdade que encontramos valeu o risco que corremos. Sabemos ainda ter muito trabalho pela frente, até nos libertar completamente das barreiras erguidas durante anos de adicção ativa. Mas, ao nos aproximar de outros adictos e permitir que eles se aproximem de nós, mesmo tendo sentimentos humanos, descobrimos que temos uma grande capacidade para o amor e a intimidade. Quando libertados dos muros que nos aprisionam, nossos corações adquirem um grande poder.


Só por hoje: derrubarei minhas muralhas e me aproximarei dos outros. Vou permitir ao meu coração a liberdade de amar e ser amado.


Copyright (c) 2000 by Narcotics Anonymous World Service
Todos os direitos reservados - ISBN 978-1-55776-380-8 Portuguese (Brasil) 6/18