Encontre uma Reunião
Linha de ajuda

Meditacao

Buscando a vontade de Deus

Sábado, 24 de Agosto de 2019

"Aprendemos a ser cuidadosos ao rezar por coisas específicas."

Texto Básico, pp. 49


          Em nossa adicção ativa, geralmente não rezávamos pelo conhecimento da vontade de Deus para nós e pelo poder de realizar esta vontade. Ao contrário, a maioria de nossas orações era para que Deus nos tirasse da confusão que tínhamos criado para nós mesmos. Esperávamos milagres assim que os exigíssemos. Este tipo de pensamento e oração se modifica quando começamos a praticar o Décimo Primeiro Passo. A única maneira de sair dos problemas que criamos para nós mesmos é através da rendição a um Poder maior do que nós mesmos.
          Em recuperação, aprendemos aceitação. Buscamos em nossas orações e meditações, o conhecimento de como devemos encarar as circunstâncias que aparecem em nosso caminho. Paramos de lutar, abrimos mão de nossas próprias idéias sobre como as coisas deveriam ser, pedimos por sabedoria e ouvimos as respostas. As respostas geralmente não chegam com um lampejo de luz e um rufar de tambor. Geralmente, as respostas virão apenas com uma serena sensação de confiança de que nossas vidas estão fluindo e que um Poder maior que nós mesmos está guiando nossos caminhos.
          Temos uma escolha. Podemos passar todo o nosso tempo lutando para que as coisas saiam do jeito que queremos, ou podemos nos render à vontade de Deus. A paz pode ser encontrada quando aceitarmos o fluxo e refluxo da vida.

Só por hoje: Eu vou abrir mão de minhas expectativas, buscar a orientação de meu Poder Superior e aceitar a vida.



Copyright (c) 2000 by Narcotics Anonymous World Service
Todos os direitos reservados - ISBN 1-55776-380-1 Brazilian 3/00